As vestes da Mulher Virtuosa (P.3) - A palavra...

-->
Poucos conhecem o poder da palavra, menos ainda daquela que sai da boca de uma mulher. É verdade que a palavra de uma mulher tem muita força quando é dirigida a um homem. Neste caso, a coisa se trona muito mais séria.
A Bíblia diz que a língua é como uma fagulha que põe em brasas em uma grande selva (Tiago 3.5). A palavra de uma mulher tem tanta influência que o diabo usou para fazer o homem cair.
A mulher não precisa participar de movimentos os feministas para tentar impor os seus direitos, pois estes ela já os tem quando usa a sua língua. Por isso também é que o Espírito santo orienta as mulheres a que sejam submissas aos seus maridos.
Esta submissão em amor encontra guarida no coração da mulher que, por causa disso mesmo, compreende essa relação. Diz-se, com muita propriedade, que no lar o marido é o cabeça e a mulher o coração.
Os filhos de Israel são até hoje proibidos de se casarem com pessoas que não tem a mesma fé judaica. A razão é muito simples: não quer que o Seu povo santo venha a se contaminar com outro povo, que não tenha nada a ver com Ele.
Além disso, o diabo usa freqüentemente o poder de influência das mulheres para desvirtuar a fé do homem. Por isto, sob a lei de Moisés, o casamento misto era definitivamente proibido.
A mulher que deseja servir a Deus como instrumento da Sua vontade precisa estar consciente de que a sua palavra tem que ser moderada, pensada e ponderada. Ela deve ser breve no ouvir e tardia no falar.
O apóstolo Tiago, dirigido pelo Espírito de Deus, disse: "Porque todos tropeçamos em muita coisa. Se alguém não tropeça no falar, é perfeito varão, capaz de refrear também todo o corpo.” (Tiago 3.2).
É claro que todas as pessoas devem ter o máximo cuidado no falar, inclusive os homens. Estamos, porém focalizando a mulher que pretende ser de Deus.
A mulher de Deus tem discrição e sabedoria na sua linguagem, pois é sábia, e para isto ela é de Deus.


Ûltima  parte do cap. 4 - Livro Perfil da Mulher de Deus ... não perca a continuação  do livro nos próximos posts!


2 comentários:

Paully Santos disse...

D.Rose essa mensagem de hoje serviu e muito para mim. Ainda ontem fui vítima da minha própria língua, falei demais e acabei falando o que não devia. Hoje estou muito arrependida das palavras que falei e do tom que usei para pronunciá-las. Infelizmente o tempo não volta, caso isso fosse possivel com certeza faria tudo diferente. Lembra quando deixei um comentário falando para a senhora que já havia lido esse livro diversas vezes, mas que mesmo assim iria acompanhar o estudo, pois tinha certeza que Deus iria mostrar para mim algo que eu ainda não havia enxergado? Pois é! Olha aí! Preciso aprender a controlar minha língua. Preciso ser de Deus o suficiente para isso.

Abraços e muito obrigada!

Rose disse...

OI Paully!
A Palavra de Deus se renova dia após dia, e a sua misericórdia também! Que maravilha isso não é mesmo!? Agora, depois desta experiência, faça proveito para não comenter novamente tal coisa, pois Deus permite passarmos por algumas situações para crescermos, amadurecer, e nos tornarmos pessoas melhores! Deus te abençoe! Um super beijo!