Quando a Mulher não é de Deus... ( P. 2)


Continuação...
A história de Semíramis
A história de Semíramis revela até que ponto uma mulher é capaz de servir como instrumento do diabo e emprestar seu ventre par conceber a destruição e a morte eterna.
Ela foi mãe de Ninrode e, mais tarde, sua amante. Ninrode, por sua vez, foi o mais eminente líder no período que vai do dilúvio a Abarão. Era filho de Cuxe e neto de Noé.
Sua fama de poderoso caçador adveio-lhe por ser protetor do povo, num tempo em que os animais selvagens eram uma ameaça constante de morte. Construiu três cidades. Ereque, Acade e Calné, consolidando-as em um reino sob seu governo.
Satanás desenvolveu um sistema religioso oculto que controlaria todo o mundo. Um sistema no qual as pessoas poderiam matar ou morrer por ele. Para introduzir esse sistema no mundo, usou o coração de uma única pessoa: Semíramis.
Babilônia foi a primeira cidade construída após o dilúvio, por Ninrode, e sua mãe-amante veio a ser sua rainha. Era o escritório central do projeto satânico. Ninrode, além de caçador, era bruxo, e sob sua direção se desenvolveu a Astrologia.
Ele assentou as bases para as magias negra e branca, haja vista ser possuído por uma legião de demônios. Por causa de suas praticas ignominiosas, o irmão de seu avô, Sem, veio a matá-lo tentando acabar com as sua bruxarias.
Sua mãe-amante, que reinava na Babilônia, auto proclamou-se deusa e instruiu a si mesma como símbolo da Lua.
Além disso, exigia o sacrifícios de crianças em sua adoração.
Determinou ainda que o seu filho-amante, após a morte fosse cultuado qual um deus. Passou a chamá-lo de Baal, o deus –Sol. Tendo engravidado, embora de dissesse virgem, deu a luz um filho que chamou Tamuz, e passou a proclamar por todo o seu reino que o seu filho-amante havia reencarnado em Tamuz.
Na realidade o espírito de Baal foi concebido naquela criança. A partir de então, Semíramis passou a ser considerada a virgem-mãe, sendo retratada nas imagens carregando o pequeno deus-Sol em seus braços. Ela apregoava que o menino Tamuz, deus-Sol, era o seu salvador.
Ora, toda esta trama foi dirigida por Satanás, o qual, sabendo de alguma forma que um dia o Espírito de Deus envolveria um virgem autêntica, e que ela conceberia o verdadeiro Salvador da humanidade, providenciou previamente um cópia de fatos para fundamentar uma religião e enganar bilhões de pessoas, levando-as para o inferno.
As histórias de Ninrode, Semíramis e Tamuz passaram a circular por todo o mundo. Suas fabulas se fizeram populares na Mitologia. Foram criados muitos deuses e deusas originários daqueles personagens. Semíramis passou a ser conhecida como a rainha do céu.
Para enganar os que desconhecem a Bíblia Sagrada, o diabo utilizando seus poderes para reproduzir imagens de Semíramis, com formas e nomes diferentes.
Semíramis com o menino Tumuz nos braços tem a mesma aparência com a qual o catolicismo romano apresenta a sua “virgem,” ou seja, algo que faz os católicos pensam na virgem Maria com o menino Jesus nos braços.
A Lua ou o Sol muitas vezes aparecem substituindo o menino Tamuz, nas imagens de Semíramis, a deusa-rainha da Babilônia, e Ninrode, o deus-Sol ou Baal.
Muitos outros símbolos os representaram, e assim o diabo consegue ainda hoje ter êxito com o teu projeto, tendo em vista a falta de conhecimento que bilhões de pessoas têm o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. 
* Finalizado o cap. 2. Em breve o cap. 3 - Livro Perfil da Mulher de Deus - Bp. Macedo. Não percam!!!!!


1 comentários:

Hellen Dayane disse...

Oi dna. Rose vimagradecer a visita em meu blog e convida-la a ser uma seguidora (se a sra. quiser é claro), será um prazer te-la em nosso jardim de amigos...

wwwminimosdetalhes.blogspot.com
Porque os detalhes fazem toda diferença!!!

Permanecendo na fé,
Hellen Dayane.