Quando a Mulher é de Deus (P.2)


-->
A bíblia não dá muitas informações a respeito de Maria ( a virgem). Apenas se sabe que era alguém muito especial, isto, é, uma virgem não apenas no sentido físico, mas também no sentido espiritual..
Aliás, quando há virgindade espiritual , a virgindade física é uma conseqüência. O Espírito Santo não aconselharia uma jovem apenas por ela nunca ter tido contato com homem; além disso, ela deveria ter o caráter de mulher de Deus. O rei Salomão escreveu: “Mulher virtuosa, quem achará? O seu valor muito excede ao de finas jóias.”(Provérbios 31.10) É bem verdade que essa mulher virtuosa é difícil de se achar, especialmente para o homem carnal, mas não para o criador. Ele conhece perfeitamente cada ser humano, antes mesmo de ter sido gerado no ventre materno.
Maria foi a moça bem-aventurada, digna de ser escolhida para servir de instrumento ao Espírito de Deus, a fim de conceber o Salvador. O anjo Gabriel a saldou, dizendo:
... Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo. Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito e pôs-se a pensar no que significava esta saudação. Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás a luz um filho, quem chamarás pelo nome de Jesus.” Lucas 1.28-31
Todas as vezes que Deus quer realizar algo grande e notável, escolhe pessoas certas para este propósito. Quando criou Adão e Eva, Seu objetivo era ter filhos através deles. Deus queria que eles se multiplicassem na Terra, sujeitasse-a e a dominasse (Genêsis 1.22).
Por isso Ele os abençoou. Mas tudo foi destruído pela desobediência do casal. Então o Espírito Santo escolheu virgem Maria, para que por intermédio dele nascesse o Redentor da humanidade, que a restituiria a imagem de Deus. A partir do Seu sacrifício realizado no Calvário, e da Sua ressurreição, nasceu a Igreja, que, uma vez purifica e santifica, viria a servir como Seu instrumento para conceber verdadeiros filhos de Deus.
O Senhor Jesus é o novo Adão e a Igreja é a nova Eva. Desta união nascem os verdadeiros filhos de Deus. Foi justamente esta a glória do Senhor Jesus que o apóstolo João viu no Céu, quando escreveu:
e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhes o selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nasceu e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.” Apocalipse 5.9-10
A afirmação “e reinarão sobre a terra” significa exatamente aquela ordem de Deus a Adão e Eva, no Jardim da Edén: “...enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céus e sobre todo animal que rasteja pela terr.” (Genêsis 1.28).
Maria estava desposada com José, o que naquela época era uma espécie de noivado, quando o anjo lhe apareceu. Foi por isso que ao se encontrar grávida do Espírito Santo, José, “...sendo justo e não a querendo infamar, resolveu deixá-la secretamente.” (Mateus 1.19). Depois que o anjo se revelou a ele em sonho, e lhe contou tudo o que estava acontecendo, José a recebeu como esposa.
Certamente após o nascimento do menino Jesus o casal passou a se relacionar normalmente, tendo outros filhos:
Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, Judas e Simão? E não vive aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se nele.” (Marcos 6.3).
Maria deixou de ser virgem após o nascimento do menino Jesus. A Bíblia relata de um de seus encontros com o Senhor e narra ainda um fato semelhante ocorrido quando Ele pregava em Nazaré:
Falava ainda Jesus ao povo, e eis que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora, procurando falar-lhe. E alguém lhe disse: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar-te.” Mateus 12.46-47
E, chegando a sua terra, ensinava-os na sinagoga, de tal sorte que se maravilhavam e diziam:Donde lhe vêm esta sabedoria e estes poderes miraculosos? Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, José, Simão e Judas? Não vivem entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe vem, pois, tudo isto?” Mateus 13.54-56
A bem-aventurança de Maria, portanto, completa-se no seu casamento e na composição da sua família.

Continua...

Última parte do cap. 3 - Livro Perfil da Mulher de Deus - Bispo Macedo
Não perca os próximos capítulos!

4 comentários:

by Adalgiza Coelho disse...

Olá Rose,

Gostei muito do seu blog, as dicas são bem interessantes (vou fazer aquele arranjo floral..rsrs). Já estou seguindo vc! Bjoss!

Adalgiza
http://livrosuamente.blogspot.com/

Thalita disse...

Devemos tomar o Exemplo de Maria e procurar a cada dia sermos virgens expiritualmente ou seja, puras aos olhos de Deus.

Na Fé.

Rose disse...

Olá Adalgiza!
Muito obrigada! Seja bem vinda!Um beijo

Cássia disse...

Bom dia!!

Seu blog é um livro de informações... Amei conhecer esse cantinho. Se me permitir farei morada aqui.

Estou te seguindo...

Beijo grande no coração.
Fica com DEUS.

Venha também conhecer minha casa
http://loveperfect100.blogspot.com/